Gerais
0

ANEM propõe a redução fracionada de vagas nas faculdades de Medicina

33º Encontro Nacional de MGF

A Associação Nacional de Estudantes de Medicina (ANEM) enviou esta semana uma proposta para o Ministério da Saúde e para o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior em que defende a extinção imediata do contingente adicional de 15% de vagas para licenciados e a redução fracionada de 3% ao ano, durante cinco anos, do número de estudantes em Medicina.

Esta proposta de redução conjunta, divulgada por Carlos Mendonça, representante da ANEM no debate do 33º Encontro Nacional sobre gestão de recursos humanos em saúde, “levará a uma redução de 30% do número de estudantes” que todos os anos entram nas faculdades de Medicina.

A proposta da ANEM foi subscrita pela Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar. De acordo com o seu presidente, Rui Nogueira, neste momento existem cerca de 9 mil alunos de Medicina e aproximadamente 6 mil internos, de todas as especialidades. “Não temos capacidade instalada – nem necessidade – para formar tantos médicos, sob pena de começarmos a diminuir a qualidade do Internato”, afirmou.

Marta Temido, presidente da Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS) concorda que o planeamento dos recursos humanos na Saúde “não tem sido feito de forma exemplar”. Por isso, considera que a ACSS deverá promover “uma reflexão sobre esta matéria” em conjunto com todos os outros parceiros institucionais.

Já Henrique Botelho, coordenador nacional para a reforma do Serviço Nacional de Saúde na área dos cuidados de saúde primários, entende que Portugal tem que decidir que modelo quer para a Saúde e para o ensino médico. Nesse âmbito, adiantou que “o modelo assente no planeamento de acordo com as necessidades” é aquele em que acredita.

APMGF dá as boas-vindas aos novos sócios

Um total de 284 médicos internos inscreveu-se para a cerimónia de receção aos novos sócios internos da APMGF promovida pela Associação no Centro de Congressos do Estoril.

Na sessão, Rui Nogueira sublinhou que com aproximadamente 4 mil sócios a APMGF é a maior sociedade científica portuguesa, convidando os novos internos da especialidade a participar ativamente nos numerosos eventos desenvolvidos pela Associação ao longo do ano.

Por seu turno, Ana Nunes Barata, representante no conselho europeu do Movimento Vasco da Gama, divulgou as principais iniciativas da rede europeia de internos e jovens médicos de família da WONCA, designadamente na área dos intercâmbios e da investigação.

 

Veja os vídeos do 33º Encontro Nacional:

 
 
 

Leia Também

Relação médico-doente poderá vir a ser património imaterial da humanidade

Participantes acorreram a Istambul sem temer terrorismo

Dispositivos médicos vão ser alvo de avaliação

Recentes

Menu