GeraisGRESP
0

APMGF e GRESP serão anfitriões da 9ª Conferência Mundial do IPCRG

Em 2018:

O International Primary Care Respiratory Group (IPCRG) atribuiu à Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF) e ao Núcleo de Doenças Respiratórias (GRESP) a honra de organizarem a sua 9ª Conferência Mundial em 2018. A candidatura, apresentada por Carlos Gonçalves, na qualidade de representante do GRESP/APMGF, foi aprovada no dia 29 de maio, em Singapura, durante a Assembleia Geral do IPCRG levada a cabo no decurso da 4ª Reunião Científica daquele organismo.

Assim, a região de Cascais e o Centro de Congressos do Estoril irão acolher, daqui a três anos, um dos maiores e mais prestigiados eventos internacionais na área da saúde respiratória, com uma participação que se estima acima dos mil congressistas. Ainda não foram definidas datas específicas para o evento, mas tudo indica que deverá decorrer entre maio e junho de 2018.

Na sua proposta, a APMGF e o GRESP contaram com fortes apoios de organizações irmãs como a Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica (SPAIC), a Confederação Ibero-Americana de Medicina Familiar (CIMF-WONCA), a Sociedad Española de Medicina de Familia y Comunitaria (semFYC), a Sociedade de Respiratorio en Atención Primaria ou a Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMFC), entre outras.

O IPCRG foi fundado em 2000 e está sediado na Escócia, sendo um fórum que congrega dezenas de associações e grupos nacionais e internacionais focados e com trabalho desenvolvido na saúde respiratória em cuidados de saúde primários, com intervenções em campos tão proeminentes como o consumo de tabaco, a asma, a DPOC, a rinite alérgica ou as infeções pulmonares.

O atual presidente do IPCRG é o australiano Ron Tomlins e o presidente eleito da organização é o médico de família português Jaime Correia de Sousa.

Segundo o próprio Jaime Correia de Sousa, “esta decisão da Assembleia Geral do IPCRG representa o reconhecimento da organização do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pelo GRESP – a nível nacional e internacional – e da qualidade da candidatura apresentada. Representa, igualmente, um investimento na relação entre Portugal e Espanha, sendo ainda de salientar as perspetivas de crescimento para a América Latina que pode trazer a realização de uma conferência como esta em Portugal”.

Leia Também

Inscrições estão abertas!

Lei estipula que nenhuma criança deve ser privada de MF

Porto recebeu mais de uma centena de formandos

Recentes

Menu