Gerais
0

APMGF sugeriu que nova métrica da lista de utentes seja aplicada de forma progressiva

Em conversa com grupo parlamentar do PS

Dois representantes da Direção Nacional da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF), Rui Nogueira (presidente) e Tiago Maricoto (vogal) estiveram reunidos com o deputado do Partido Socialista (PS) António Sales (coordenador do grupo parlamentar do PS na Comissão Parlamentar de Saúde), para expor o estudo desenvolvido pela APMGF sobre uma nova métrica para a lista de utentes dos médicos de família portugueses e os benefícios que tal redimensionamento pode produzir.

De acordo com Rui Nogueira, esta reunião correu de forma muito favorável, com o deputado socialista a revelar intenções de avaliar em detalhe a proposta e de a poder abordar num futuro próximo em contactos entre a Comissão Parlamentar de Saúde e o ministro da Saúde: “o nosso trabalho foi bem acolhido e julgo que a fundamentação que apresentámos para explicá-lo acabou por ser muito pertinente. Deixámos nota de que é necessário desenvolver esforços para que seja possível a aplicação da nova métrica progressivamente nas unidades de saúde, sem esquecer – como é óbvio – as necessidades prementes de médicos de família que temos em regiões específicas do país”.

Leia Também

Experiência piloto de Unidades de Internos gera polémica

Registe-se já, para beneficiar das melhores taxas de inscrição

Espaço ibero-americano da Medicina Familiar abre oportunidades e horizontes

Recentes

Menu