Gerais
0

Despachos que autorizam o concurso para recém-especialistas de MGF e definem vagas

Publicados a 5 de setembro no Diário da República:

Foi finalmente publicado em Diário da República no dia 5 de setembro o Despacho n.º 7788/2017, dos Gabinetes dos Ministros da Finanças e da Saúde, a autorizar o recrutamento feito por procedimento concursal de médicos especialistas em Medicina Geral e Familiar (MGF) que “tendo realizado e concluído o internato médico, não sejam detentores de uma relação jurídica de emprego por tempo indeterminado previamente constituída com qualquer serviço, entidade ou organismo do Estado, incluindo do respetivo setor empresarial”. Este concurso abrange os recém-especialistas que concluíram a avaliação final do internato médico na 1.ª época de 2017, podendo os mesmos agora ser integrados num “procedimento simplificado de seleção, nos termos e para os efeitos previsto no Decreto -Lei n.º 24/2016, de 8 de junho, tendo em vista a constituição de até 290 relações jurídicas de emprego (…)”.

Na mesma edição do DR foi também publicado o Despacho n.º 7810/2017, que discrimina todas as vagas a concurso. De referir que embora o recrutamento autorizado pelo Ministério da Finanças tenha como limite os 290 postos de trabalho, são apresentadas 317 locais de colocação, uma vez que se entende “ser adequado disponibilizar, para efeitos de escolha, um número de unidades funcionais superior ao de postos de trabalho a preencher”. Note-se que no cômputo geral das 317 opções apresentadas, 218 dizem respeito à Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo

Pode consultar na íntegra o Despacho n.º 7788/2017 que formaliza a abertura do procedimento concursal e o Despacho n.º 7810/2017, que explicita as vagas a concurso.

Leia Também

Quase 600 participantes num evento que continua a crescer

O que é preciso para descomplicar durante o internato o temido currículo?

WONCA e OMS assinam memorando de entendimento

Recentes

Menu