Política de saúde
0

Diretora da OMS para a Europa aponta para riscos da obesidade

Plano Nacional de Saúde 2020

A diretora regional da Organização Mundial da Saúde (OMS) para a Europa, Zsuzsanna Jakab, considera que a prevenção de doenças é essencial nos próximos anos, designadamente na área alimentar, uma das que mais contribui para anos de vida perdidos em Portugal.

No âmbito da sessão promovida recentemente pela Direção-Geral da Saúde sobre o “Plano Nacional de Saúde (PNS): Revisão e Extensão a 2020”, Zsuzsanna Jakab declarou à agência Lusa que Portugal precisa de “fazer um esforço na área do tabagismo, da obesidade, da obesidade infantil e de todos os problemas associados à alimentação e à nutrição, como o excessivo consumo de sal, açúcar e gorduras, e ainda em relação à promoção do exercício físico”. 

A extensão do Plano Nacional de Saúde para 2020 traça precisamente o combate à obesidade infantil como uma das principais metas, a par com a redução do tabagismo, com o aumento da esperança de vida saudável aos 65 anos e com o decréscimo da mortalidade antes dos 70 anos.  

“Estão a fazer um bom progresso no que toca à esperança média de vida e à redução da mortalidade prematura. No entanto, como acontece em todo o mundo, as doenças crónicas não transmissíveis são um grande desafio, um grande problema, portanto, é preciso continuar o nosso trabalho nessa área”, declarou Zsuzsanna Jakab. 

Contudo, a responsável avisou que os comportamentos ao nível da saúde não podem ser dissociados das circunstâncias e condições de vida: “há que trabalhar de modo próximo com os setores das políticas sociais, do emprego e da educação, de modo a gerar um bom progresso nestas áreas”.

Leia Também

Rui Nogueira elucidou população no programa «Opinião Pública»

Iniciativa superou todas as expetativas

Carreira Médica – avançar é preciso!

Recentes

Menu