AssociaçãoGESIPolítica de saúde
0

GESI assinala Dia do Idoso

O dia do idoso celebra-se no dia 1 de outubro. O Grupo de Estudos de Saúde do Idoso (GESI) da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF) pretende assinalar esta data anualmente. Em 2016, decidimos aceitar o desafio proposto pela OMS, em que o tema escolhido é “Take a Stand Against Ageism” (tome uma posição contra o ageísmo). O ageísmo, do inglês “ageism”, é um termo que designa a discriminação ou estereótipos com base na idade dos indivíduos.

Este tema é cada vez mais relevante, tendo em conta o envelhecimento populacional e a necessidade de adaptar a sociedade às alterações demográficas que se avizinham. Esta forma de discriminação leva à marginalização dos idosos, impedindo-os de participar plenamente na comunidade em que se encontram inseridos.

A discriminação surge de variadas formas, como são exemplo: a visão negativa do envelhecimento e dos idosos que é difundida nos meios de comunicação social e perpetuada culturalmente; a ausência de políticas concretas e implementadas sobre o envelhecimento ativo e a promoção da autonomia e o desinvestimento de recursos e cuidados de saúde não diferenciados. Para além disso, a exclusão de que os idosos são alvo tem efeitos negativos na sua qualidade de vida e na sua saúde. Cada um de nós pode tomar um papel ativo na luta contra o ageísmo. Pode encorajar o envelhecimento ativo; participar junto dos decisores políticos, visando a tomada de medidas concretas; promover atitudes positivas acerca dos idosos e do envelhecimento e lutar contra ideias estereotipadas sobre o que é o envelhecimento e sobre o que é ser idoso.

Juntos, podemos lutar para acabar com a discriminação dos idosos e contribuir para que possam viver uma vida plena e participativa. Portanto questionamos-lhe: Ainda discrimina?

Pelo GESI:

Miguel Ferreira

Ricardo Rodrigues

Leia Também

Jornalistas e media assumiram posição em defesa da saúde pública e do confinamento

XXVII Jornadas de MGF de Coimbra olham para o futuro

OCDE assegura que portugueses apreciam serviços nos CSP mas recomenda alargamento de horários

Recentes

Menu