Gerais
0

Lançado o Programa Nacional de Educação para a Saúde, Literacia e Autocuidados

Prioridade para o MS:

O Ministério da Saúde (MS) lançou publicamente o novo Programa Nacional de Educação para a Saúde, Literacia e Autocuidados (PNESLA). Segundo Adalberto Campos Fernandes, o objetivo passa por chegar às populações através dos meios que garantam maior eficácia, envolvendo as escolas, os media e as plataformas digitais. “Queremos apoiar e capacitar as pessoas, habilitá-las a tomar decisões e a utilizar da melhor forma os recursos à sua disposição”, explicou o governante. O ministro da Saúde relembrou que os indivíduos com menor literacia têm menos capacidade para gerir a doença, pelo que “urge contrariar este ciclo vicioso e construir uma sociedade mais saudável”.

Na cerimónia pública de lançamento do PNESLA, o coordenador nacional para a reforma do Serviço Nacional de Saúde na área dos Cuidados de Saúde Primários, Henrique Botelho, frisou que quando se pensa em literacia em saúde se foca a atenção muitas vezes nos mais pobres, o que constitui um erro: “hoje, temos um enorme desafio pela frente. A iliteracia em saúde na classe média ou mesmo na classe alta, face ao seu deslumbramento fácil com a tecnologia”. O mesmo responsável salientou a importância de todos os agentes que desenvolvem esforços de educação para Saúde terem a humildade de procurar aprender com os destinatários das mensagens, “que mais não seja aprender a sua forma de comunicar, para que depois possam informar melhor”.

Leia Também

Escola da Primavera viajou até à região centro e retoma tónica de itinerância

Retinopatia foi tema chave numa efeméride assinalada em grande nos CSP

Jovens internas portuguesas conhecem outras realidades da MGF

Recentes

Menu