Gerais
0

Lançado o Programa Nacional de Educação para a Saúde, Literacia e Autocuidados

Prioridade para o MS:

O Ministério da Saúde (MS) lançou publicamente o novo Programa Nacional de Educação para a Saúde, Literacia e Autocuidados (PNESLA). Segundo Adalberto Campos Fernandes, o objetivo passa por chegar às populações através dos meios que garantam maior eficácia, envolvendo as escolas, os media e as plataformas digitais. “Queremos apoiar e capacitar as pessoas, habilitá-las a tomar decisões e a utilizar da melhor forma os recursos à sua disposição”, explicou o governante. O ministro da Saúde relembrou que os indivíduos com menor literacia têm menos capacidade para gerir a doença, pelo que “urge contrariar este ciclo vicioso e construir uma sociedade mais saudável”.

Na cerimónia pública de lançamento do PNESLA, o coordenador nacional para a reforma do Serviço Nacional de Saúde na área dos Cuidados de Saúde Primários, Henrique Botelho, frisou que quando se pensa em literacia em saúde se foca a atenção muitas vezes nos mais pobres, o que constitui um erro: “hoje, temos um enorme desafio pela frente. A iliteracia em saúde na classe média ou mesmo na classe alta, face ao seu deslumbramento fácil com a tecnologia”. O mesmo responsável salientou a importância de todos os agentes que desenvolvem esforços de educação para Saúde terem a humildade de procurar aprender com os destinatários das mensagens, “que mais não seja aprender a sua forma de comunicar, para que depois possam informar melhor”.

Leia Também

Primeira sessão de 2018 em Braga reuniu cerca de 100 participantes

Nova geração de MF debate desafios de uma sociedade em mudança

Portugal no top europeu da luta contra o VIH/SIDA

Recentes

Menu