Gerais
0

Morreu Adelino Dias

Quadro histórico da Medicina Geral e Familiar e da APMGF:

Morreu aos 66 anos de idade o colega Adelino Dinis Dias, sócio fundador (nº 42) da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF) e ex-delegado regional da APMGF nos Açores. Adelino Dias nasceu em Avô (freguesia do concelho de Oliveira do Hospital) e realizou os seus estudos na Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra, onde conclui o curso de Medicina em 1975, o curso de Medicina Legal em 1976 e o de Hidrologia e Climatologia Médicas em 1977. Deslocou-se depois, em 1978, para o Arquipélago dos Açores, onde se radicou nas Furnas e desenvolveu a sua carreira clínica no Centro de Saúde da Povoação, vila localizada no sudeste da Ilha de São Miguel. Mais tarde, obteve a especialização em Medicina Geral e Familiar, por via da formação especifica em exercício. Foi orientador de formação durante mais de duas décadas e coordenador do Internato Complementar de Medicina Geral e Familiar nos Açores durante cerca de dez anos. Também desempenhou funções enquanto presidente da Associação para o Planeamento Familiar, Saúde Sexual e Reprodutiva dos Açores. Assumiu o cargo de diretor das Termas do Vale das Furnas e tornou-se, com o desenrolar do tempo, num dos seus maiores defensores. Em 2012 acumulou a especialidade clínica de Medicina do Trabalho e no último mês de abril fora nomeado, pelo Governo Regional, para o cargo de Presidente do Conselho de Administração da Unidade de Saúde de Ilha do Corvo.

Prova cabal do seu envolvimento comunitário, Adelino Dia presidiu à direção da Associação dos Bombeiros Voluntários da Povoação e foi sócio fundador do Lions Clube da Povoação e do Clube Naval da Povoação. Mais importante do que tudo isto, o Dr. Adelino era adorado pelas gentes das Furnas e deixará com certeza muita saudade a quem cuidou com tanto carinho e competência ao longo das últimas décadas.

O seu colega Fontes e Sousa, amigo de longa data e co-fundador da APMGF, recorda-o como alguém que deixará uma herança muito positiva a gerações vindouras de médicos de família açorianos (muitos deles seus discípulos) e muita saudade à comunidade local: “é, sem dúvida, uma referência para a Medicina Familiar dos Açores (e não apenas para a Ilha de São Miguel) assim como um grande exemplo de um médico que, antes de mais, serve as populações. Para mim, além da perda de um grande amigo, devo assinalar o desaparecimento de uma pessoa que foi muito frontal na defesa dos valores da Medicina Familiar e do perfil do médico de família. Ao fim e ao cabo, foi sempre um farol para todos nós”.

Rui Nogueira, presidente da APMGF, recorda as qualidades humanas e profissionais de Adelino Dias: “é uma perda de um amigo, de grande médico de família e Homem de enorme generosidade. Reconhecido e admirado por colegas, doentes e cidadãos, é um bom exemplo para reter. Deixa enorme saudade. Até já Adelino”.

O funeral de Adelino Dias realizar-se-á amanhã (22 de junho) na freguesia da Ribeira Quente, a partir das 19h00.

Leia Também

APMGF Coimbra cria grupo de apoio

CIMF cria Manifesto contra a Violência e a Intolerância

Conheça as últimas novidades!

Recentes

Menu