Gerais
0

Premiada a excelência dos trabalhos científicos

19º CN – Comunicações livres e pósteres

Foram 13 os prémios e menções honrosas entregues pela APMGF aos melhores trabalhos científicos apresentados no decurso do 19º Congresso Nacional de MGF.

Nas comunicações orais, e na categoria de Investigação, foi premiado o trabalho “Prescrição de fármacos em idade pediátrica nos cuidados de saúde primários – Realidade de 5 Unidades Funcionais”, da autoria de Rita Mendes, Ana Breu, Bernardo Gomes, Carlos Pedro Mendes, Célia Silva e Lia Beleza, das USF S. João, USF Nordeste, USP ACES Entre Douro e Vouga I, USF Salvador Machado e USF Vale do Vouga.


     


Na categoria de Temas de Revisão, o júri decidiu atribuir duas menções honrosas a Marta Martins e Filipa Costa, da UCSP Chaves II, pelo seu trabalho sobre “Cronoterapêutica na hipertensão arterial e redução do risco cardiovascular: quimera ou realidade?” e ainda a Raquel Barradas, Helena Martins, Joana Tavares, Ana Miranda e Ângela Neves, da ULS Matosinhos – USF Lagoa, pelo trabalho relativo ao “Uso de mucolíticos em adultos e crianças com infeções respiratórias agudas sem doença pulmonar crónica – Qual a evidência?”.

Na categoria de Melhoria Contínua da Qualidade, foi premiado o trabalho de Maria Afonso, Luís Sousa, Ana Peixoto, André Lourenço, Aníbal Martins, Catarina Miranda, Maria Margarida Alves Moreira e Rute Mota, das USF Corino de Andrade, USP ACES Grande Porto VIII, USF do Mar, USF Modivas, USF Santa Clara e USF Ondas, respetivamente, pela sua investigação sobre “Requisição de análise sumária de urina em adultos assintomáticos – estudo intervencional de melhoria contínua da qualidade”.


     


Nesta categoria, o júri atribuiu também duas menções honrosas aos trabalhos “Consumo de benzodiazepinas numa população geriátrica – Avaliação e melhoria contínua da qualidade”, de Ana Filipa Vilaça, Inês Esteves e André Fernandes (USF Manuel Rocha Peixoto), e “Avaliação e melhoria contínua da qualidade no acompanhamento da dislipidemia numa população diabética”, de Ema Massa, Ana Martins, Maria Teresa Furtuoso e Felisberta Leal (UCSP Cantanhede).

Na categoria de Relatos de Caso, foram atribuídos dois prémios ex-aqueo aos trabalhos de Ana Rita de Jesus Lopes Ferreira, Maria de Lurdes Pereira (USF Santiago) sobre “O rótulo da depressão – Um caso de síndrome de Guillain-Barré”, e Mara Silva (USF Famílias) pela sua investigação intitulada “Medicina Geral e Familiar: utente como um todo”.

Pósteres premiados em quatro categorias

Pela primeira vez, a APMGF decidiu atribuir prémios aos melhores pósteres em várias categorias. Assim, na categoria de Avaliação e Melhoria Contínua da Qualidade, o júri distinguiu o trabalho de Cátia Brites, Ana Catarina Pinto, Susana Vieira e Andreia Priscila Araújo (USF do Parque) pelo trabalho apresentado sobre “Avaliação e melhoria da qualidade na consulta ao adolescente”.

Na categoria de Relato de Caso, foi premiado o póster sobre “Trombofilía hereditária: um caso, várias questões”, da autoria de Ricardo Peixoto Lima e Maria Margarida Alves Moreira.

Na categoria de Investigação, o júri distinguiu Eliana Bonifácio, Inês Leite da Silva, Maria João Marques, Rita Leal e Sandra Madaíl (USF Santa Joana) pela “Avaliação do protocolo de automedicação da pressão arterial numa unidade de saúde”.

Na categoria de Revisão de Temas, o prémio coube a Marta Lopes, Patrícia Reis, David Neves, Telma Gameiro, Melinda Pereira, Catarina Magalhães e Joana Silva Abreu (USF Carnide Quer, USF das Conchas, UCSP Alvalade e USF Tílias) pela investigação realizada sobre “Hematúria microscópica – Abordagem no âmbito dos Cuidados de Saúde Primários”. O júri decidiu ainda distinguir o trabalho de Sara Figueira e Mariana Diaz, intitulado “Suplementação pré-concecional com ácido fólico no homem – Qual a evidência?”, com uma menção honrosa.

Neuropatia diabética recebe Bolsa de investigação da Tecnifar

Nesta sessão de entrega de prémios, foi também conhecido o trabalho premiado com a Bolsa de Investigação Clínica nas Unidades de Saúde Familiar, atribuída pela Tecnifar: “Rastreio da Neuropatia Diabética – Exame do Pé vs Eletromiografia”, da autoria de Fátima Dinis, Alexandra Azevedo, Ana Margarida Menezes, Ana Teresa Fernandes, Elisabete Alves, Filipe Neves, Maria João Macedo e Raquel Castro, das USF Ronfe e USF Amorosa XXI.


     


A APMGF decidiu ainda atribuir prémios (14 no total) aos médicos de família e internos da especialidade presentes no 19º Congresso Nacional e que participaram nas ações de rua do Dia Mundial do Médico de Família, realizado no passado dia 15 de setembro, identificados nas fotos selecionadas para serem transmitidas durante o decurso do Congresso.

Por último, é de salientar o sorteio de um voucher para duas pessoas no Hotel Termas da Felgueira, incluindo uma série de tratamentos nas termas, cujo vencedor foi Ana Patrícia Lopes.

Leia Também

APMGF defende internato como única forma de chegar à especialidade

Não perca a oportunidade de participar no curso de suporte básico de vida com DAE

Infarmed garante que situação está controlada

Recentes

Menu