Gerais
0

Professor Gentil Martins agraciado pelo Ministério da Saúde

Revelado recipiente do Prémio Nacional de Saúde 2016:

Foi atribuído o Prémio Nacional de Saúde 2016 ao Professor António Gentil Martins, tendo em conta a sua notável carreira assistencial, o seu contributo singular para a inovação de técnicas cirúrgicas, a extensão do acesso a modernas intervenções por parte da população pediátrica e o exemplo de cidadania interventiva que lega ao Sistema de Saúde.

O Prémio Nacional de Saúde do Ministério da Saúde português visa distinguir, anualmente, pela relevância e excelência no âmbito das Ciências da Saúde, nos seus aspetos de promoção, prevenção e prestação de cuidados de saúde, uma personalidade que tenha contribuído, inequivocamente, para a obtenção de ganhos em saúde ou para o prestígio das organizações de saúde no âmbito do Serviço Nacional de Saúde.

O Júri de Atribuição do Prémio Nacional de Saúde foi constituído pelo Professor Walter Osswald, que presidiu, o Bastonário da Ordem dos Médicos, a Bastonária da Ordem dos Enfermeiros, a Bastonária da Ordem dos Farmacêuticos, o Bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas, o Bastonário da Ordem dos Psicólogos, o Bastonário da Ordem dos Biólogos, a Bastonária da Ordem dos Nutricionistas, o Diretor do Instituto de Higiene e Medicina Tropical e o Diretor da Escola Nacional de Saúde Pública.

Nascido a 10 de julho de 1930, em Lisboa, o Professor Gentil Martins dividiu a carreira clínica entre o Instituto Português de Oncologia (criado pelo seu avô materno Francisco Gentil) e o Hospital Dona Estefânia. Foi Chefe de Serviço de Cirurgia Pediátrica (durante 34 anos) e Diretor do Departamento de Cirurgia (durante 14 anos) no Hospital Pediátrico de Dona Estefânia, em Lisboa. Em 1960, criou a primeira Unidade Multidisciplinar de Oncologia Pediátrica a nível mundial no Instituto Português de Oncologia de Lisboa, sendo pioneiro na quimioterapia pré-operatória e nas nefrectomias parciais em tumores renais unilaterais e nas metastectomias. Realizou mais de 12.000 intervenções cirúrgicas, algumas de grande complexidade. Foi, ainda, autor de múltiplas outras técnicas cirúrgicas originais. Apresentou mais de 200 trabalhos, em Portugal e no Estrangeiro, sobre Cirurgia Pediátrica, Pediatria Oncológica, Cirurgia Plástica, Reconstrutiva e Estética, Ética Médica, História da Medicina, Organização de Serviços de Saúde, Desporto, entre outros temas. Exerceu, também, vários cargos em diferentes instituições, nomeadamente enquanto Bastonário da Ordem dos Médicos e Presidente da Associação Médica Mundial.

Leia Também

Debate sobre a nova Lei de Bases da Saúde reúne notáveis

60% da população com mais de 65 anos já recebeu a vacina

Competências para lidar melhor com a sexualidade do casal idoso

Recentes

Menu