GeraisInvestigação
0

Projeto de investigação português entre os premiados

Movimento Vasco da Gama

O português João Sarmento é um dos jovens médicos de família e internos de Medicina Geral e Familiar premiados este ano pelo Movimento Vasco da Gama, com o projeto de investigação “Clinical Information Integration”. No workshop de apresentação e discussão do projeto, que terá lugar dia 28 de Junho, no âmbito dos trabalhos da conferência mundial dos médicos de família, que decorre até sábado na cidade de Praga, vão estar presentes outros dois premiados: Nikki van Dessel, da Holanda, e Pavel Vychylil, da República Checa. A sessão de discussão deste prémio, que visa promover o desenvolvimento de uma geração de médicos de família vocacionada para a investigação, vai contar com a presença de especialistas seniores que irão ajudar os três premiados a desenvolver os respetivos projetos.
 
Esta iniciativa insere-se nas atividades desenvolvidas pelo Movimento Vasco da Gama (que reúne os jovens médicos de família e internos de MGF da Europa), em colaboração com o Rajakumar Movement (Região Ásia-Pacífico), Waynakay Movement (América Latina), Spice Route (Sul da Ásia) e o Colégio de Médicos de Família do Canadá. A Pré-Conferência do Movimento Vasco da Gama teve lugar nos passados dias 24 e 25, em Praga, antecedendo os trabalhos da Conferência da WONCA, como vem sendo habitual nos últimos anos.
 
O Movimento Vasco da Gama, criado em Lisboa em 2005, integra vários grupos de trabalho – nomeadamente, “Educação e Treino”, “Intercâmbios”, “Investigação”, “Imagem e Comunicação” – que constituem os pilares destas iniciativas. As suas atividades incluem a melhoria da qualidade do internato de MGF, o estabelecimento de uma rede de projetos de investigação ou a promoção da medicina rural. O Movimento Vasco da Gama oferece ainda uma oportunidade única aos internos e jovens médicos de família através dos programas de intercâmbio Hippokrates.

     

Este ano, a sessão plenária da Pré-Conferência do Movimento Vasco da Gama teve como oradores convidados o presidente cessante da WONCA, Richard Roberts, e o atual presidente, Michael Kidd.

Na sua intervenção, Richard Roberts defendeu que a evidência demonstra claramente que os sistemas de saúde assentes nos CSP obtêm melhores resultados em saúde e maior satisfação dos utentes, com menores custos financeiros. Existe, contudo, uma evidente tendência para a subespecialização e o enfoque na tecnologia. Nesta sessão, o Prof. Richard Roberts demonstrou que os dois pilares da Medicina Geral e Familiar – a relação contínua e de confiança que o médico de família estabelece com o utente e a prestação de cuidados de proximidade – são, hoje, mais importantes do que nunca.
 
Por seu turno, Michael Kidd debruçou-se sobre as mudanças operadas na Medicina Geral e Familiar no século XXI, nomeadamente no que diz respeito à resposta da MGF às novas expetativas, novos modelos de cuidados de saúde e novas tecnologias. Designadamente, Michael Kidd mostrou como os médicos de família se estão a adaptar a estas mudanças, continuando a providenciar cuidados de saúde de qualidade aos indivíduos e às comunidades.
Entre os temas alvo dos workshop e sessões desenvolvidos no âmbito da Pré-Conferência, destacam-se ainda os intercâmbios internacionais (no âmbito do Programa Hippokrates), a globalização da saúde, o envolvimento dos médicos de família nos media sociais e a visão crítica do Internato de MGF na Europa.
 
A próxima Pré-Conferência do Movimento Vasco da Gama vai ter lugar entre 1 e 2 de Julho de 2014. Precede a 19ª Conferência da WONCA Europa, que terá lugar no Centro de Congressos de Lisboa e cuja organização está a cargo da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF).

Leia Também

GRESP prepara novo curso sobre doenças respiratórias

Mensagem de encorajamento para os MF de todo o globo

FNAM avança sozinha para greve

Recentes

Menu