GeraisGRESP
0

Reunião de lançamento do movimento CAPA (Cuidados Adequados à Pessoa com Asma)

Em Coimbra:

O movimento CAPA (Cuidados Adequados à Pessoa com Asma) é a componente Portuguesa do projecto internacional designado Asthma Right Care, iniciado em quatro países membros do IPCRG (International Primary Care Respiratory Group), nos quais se inclui Portugal, através do GRESP – APMGF. Trata-se de um movimento social que tem como objetivo principal consciencializar todos os profissionais, doentes e associações para a melhoria dos cuidados na asma e, consequentemente para um melhor controlo da doença. Pretende-se criar oportunidades e capacidade para o diálogo entre os diferentes profissionais de saúde, e entre estes com os seus doentes, sobre o que são os cuidados adequados para a pessoa com asma, os obstáculos à sua obtenção e as atitudes e comportamentos que podem ajudar as pessoas com asma a melhorar a sua qualidade de vida.

Após a criação de um grupo de trabalho em cada país (Portugal, Espanha, Reino Unido e Canadá), foram endereçados convites aos campeões (champions) nacionais, aos parceiros portugueses que possam assumir esta mensagem de mudança, apoiar esta causa, e utilizando os canais correctos, propor esta chamada para a acção.

Neste sentido, realizou-se no dia 14 de abril, em Coimbra, uma reunião com os parceiros para o lançamento do movimento social CAPA. Estiveram presentes profissionais que estão envolvidos nas diversas áreas de prestação de cuidados de saúde aos doentes com asma, desde médicos de família e pneumologistas, enfermeiros dos cuidados de saúde primários e secundários, farmacêuticos, técnicos de cardiopneumologia e representantes de várias sociedades científicas e associações, estando representadas a Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar, o Programa Nacional de Doenças Respiratórias, a Sociedade Portuguesa de Pneumologia, a Fundação Portuguesa do Pulmão, a Associação Nacional de Farmácias, a Associação de Farmácias de Portugal e o Grupo de Farmácias Holon. Há ainda outras organizações que aceitaram associar-se ao projecto mas não puderam estar presentes nesta reunião por problemas de calendário. São elas: a USF-AN, a Associação Portuguesa de Asmáticos, a Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica, a Sociedade Portuguesa de Pediatria e a Sociedade Portuguesa de Medicina Interna.

Dispostos a este compromisso, foram criados três grupos de trabalho que debateram o tipo de acções que urge desenvolver nos cuidados de saúde primários, nos cuidados secundários e nas farmácias de comunidade. Dentro de cada grupo houve a oportunidade de reflexão sobre a necessidade de consciencialização e sobre os cuidados que queremos prestar e de que forma o queremos fazer. Foi possível explorar ferramentas que podem ser utilizadas como recursos para essa acção e, a partir destas, promover uma capacitação para o diálogo com o doente sobre a sua doença crónica e o modo como esta é tratada. Foi demonstrada uma vontade de colaboração e sinergias entre os diversos profissionais e suas associações para a mudança na prestação de melhores cuidados aos doentes com asma.

Surgiram diversas propostas de medidas a desenvolver, existindo uma vontade em adequar os cuidados em contexto de urgência, ajustar o modo de articulação entre os diversos profissionais de saúde nos diferentes níveis de cuidados, capacitar os profissionais para este diálogo com o doente através de acções de formação diversas e projectar esta mensagem de melhoria nos cuidados para a opinião pública, utilizando os meios sociais de comunicação bem como em eventos sociais de promoção e divulgação.

Os dados foram lançados nesta primeira reunião CAPA, sendo um objetivo deste movimento criar as condições para a mudança necessária de forma a que todos os profissionais de saúde tenham este compromisso consigo próprios, com os seus pares e com os seus doentes.

Os diferentes grupos de trabalho irão agora desenvolver as actividades decorrentes dos compromissos assumidos nesta reunião. Prevê-se a apresentação das propostas de acções a desenvolver dentro de cada área no Simpósio que decorrerá durante a Conferência Mundial do IPCRG no dia 31 de Maio de 2018, no Porto. O arranque das acções da campanha irá desenvolver-se a partir de Junho de 2018.

Pelo Grupo Coordenador do CAPA
Cláudia Vicente
Nuno Pina

 

Leia Também

Conheça as últimas novidades!

Registe-se já, para beneficiar das melhores taxas de inscrição

APMGF propõe Lisboa para acolher evento

Recentes

Menu