GeraisIndústria
0

Consumo de água é ainda deficitário entre a população portuguesa

Campanha «Água – A Nova Mega Bebida»

Apesar de em “Portugal estar assegurado o acesso dos cidadãos a água com qualidade” nas redes públicas de abastecimento e da existência de “excelentes águas minerais”, “o consumo de água é hoje claramente deficitário e subestimado”, declarou Graça Freitas, Diretora-geral da Saúde na apresentação da campanha «Água – A Nova Mega Bebida», promovida pela Direção-Geral da Saúde (DGS) e a Associação Portuguesa dos Industriais de Águas Minerais Naturais e de Nascente (APIAM).

A mesma dirigente alertou para o facto de “os mais novos desde muito cedo na vida se habituarem a substituir a água por bebidas açucaradas”, tendência que é necessário combater de forma inteligente, por via não só de iniciativas de sensibilização com o apoio dos media de massa, mas também através dos sistemas educativo e de saúde. Já no caso dos idosos, as dificuldades são de outra ordem, lembra Graça Freitas: “muitas vezes, os mais idosos não têm a sensação de sede, o que os leva a não consumir água nas quantidades adequadas”. Por outro lado, a Diretora-geral da Saúde sublinha que os profissionais de saúde devem “enfatizar os riscos da não ingestão de água” ou da substituição deste elemento nutricional básico, “fator protetor da nossa saúde e bem-estar”, por bebidas açucaradas ou alcoólicas.

Na ocasião do lançamento desta campanha nacional, as duas entidades (DGS e APIAM) assinaram um protocolo que visa estimular maior consumo de água entre a população portuguesa.

Leia Também

semFYC organiza XXI Jornadas de Internos e III Jornadas de Orientadores

Quase 300 formandos numa jornada de grande aprendizagem

Mulheres em fase inicial de gravidez entram nos grupos alvo prioritários

Recentes

Menu