Gerais
0

Governo avança finalmente com abertura de concurso

Contratação de recém-especialistas

Em nota enviada aos órgãos de comunicação social, o Gabinete do Ministro da Saúde informa que o governo abriu “concurso para 1234 vagas para contratação de médicos da área hospitalar, medicina geral e familiar e saúde pública” e que foram publicados em Diário da República a 26 de julho de 2018 “os despachos que autorizam a abertura de procedimentos concursais para a contratação de médicos das áreas hospitalar, de medicina geral e familiar e de saúde pública”. Conheça aqui os Despachos n.º 7140-B/2018 e n.º 7140-C/2018. O primeiro autoriza o Ministério da Saúde a desenvolver o procedimento concursal simplificado e o segundo identifica os postos de trabalho que podem vir a ser preenchidos na área de medicina geral e familiar.
Consulte também as
vagas
disponibilizadas para Medicina Geral e Familiar, por Região e ACeS
.

Segundo o Ministério da Saúde, “as 1234 vagas a concurso nesta 1ª época representam o maior número dos últimos anos, sendo distribuídas 839 vagas para a área hospitalar, 378 em medicina geral e familiar e 17 na área de saúde pública”. Ainda de acordo com a mesma fonte, “a distribuição de vagas teve como base um conjunto de critérios que consideram as necessidades de cada instituição do SNS, com especial enfoque nas regiões do interior e Algarve”.

O governo relembra em acréscimo que “com a contratação destes profissionais, conjugada com a atribuição de incentivos à fixação em zonas carenciadas, será reforçada de forma substancial a resposta ao nível dos cuidados hospitalares e cuidados de saúde primários em todo o país, sendo atribuído médico de família a mais 500 mil portugueses, prosseguindo o desígnio de cobertura total da população manifestado pelo Governo”.

Em conferência de imprensa realizada no dia da publicação dos despachos, o Secretário de Estado da Saúde, Fernando Araújo, garantiu que “o concurso não está atrasado”, recordando que os processos concursais no passado geralmente acabavam no final do ano em que decorriam. “Se tudo correr conforme planeado, no final de setembro estaremos a colocar especialistas nos locais onde são precisos”, afirmou Fernando Araújo aos jornalistas.

Leia Também

Internos e jovens especialistas consagram Consolação como local de saber

Morreu Adelino Dias

Marta Temido afirma peremptoriamente que não é possível reduzir listas de utentes

Recentes

Menu