Gerais
0

Aposta na inovação e juventude

22º Congresso Nacional e 17º ENIJMF

O 22º Congresso Nacional de Medicina Geral e Familiar (CNMGF) e o 17º Encontro Nacional de Internos e Jovens Médicos de Família (ENIJMF), que se realizarão no final de setembro no Centro Cultural e de Congressos das Caldas da Rainha, prometem ser iniciativas com uma forte aposta na inovação e juventude, para além de um palco privilegiado para que muitos colegas (oriundos da MGF ou de outra especialidades) possam contribuir para a atualização científica da classe. Uma grande fatia dos oradores, moderadores e convidados especiais da sessões e workshops serão, aliás, profissionais de saúde que trabalham na Região Oeste, facto que demonstrará o grande potencial clínico desta zona do país.

“Procurámos este ano apostar forte na inovação, sobretudo em relação ao conteúdo do programa científico, já que tentámos ir à procura – nos diversos temas – de conceitos novos, daquilo que há de novo para partilhar e que acrescenta alguma coisa ao que já sabemos e fazemos”, explica António Foz Romão, presidente da Comissão Científica do 22º CNMGF.

A referida tónica na inovação – e também na juventude – fica, desde logo, sinalizada na conferência de abertura, “A MFG dos Novos Tempos – da Literacia à Tecnologia, sem esquecer a Ética e o Humanismo”, realizada por Ana Coelho Rodrigues (Unidade Local de Saúde de Matosinhos). “Teremos, pois, uma jovem médica a fazer um ato de adivinhação em relação à MGF do futuro, para procurarmos perceber se estamos a assistir a uma mudança de paradigma, ou não. É de esperar, por exemplo, que se salientem questões como que tipo de implicações terá a tecnologia na Medicina de relação, que é aquilo que tem distinguido a MGF no passado”, avança António Foz Romão.

Olhando para o conjunto global de preletores das sessões, verifica-se ainda uma predomínio de médicos abaixo dos 40 anos de idade e a própria Comissão Científica (que terá um papel ativo no desenrolar dos trabalhos e na moderação de painéis) integra muitos elementos em início de carreira.

A organização vai também potenciar os recursos regionais, como explica o presidente da Comissão Científica: “existem figuras muito meritórias da Medicina na Região Oeste, que todos os médicos locais bem conhecem e que são tão boas como as que nos habituámos a ver nos grandes congressos, mas que por vários motivos não despontam. Queremos dar uma oportunidade a estes colegas, muitos deles da área hospitalar, mas também alguns médicos de família”.

António Foz Romão não tem dúvidas de que os colegas que venham de outras partes de Portugal se sentirão em casa nas Caldas da Rainha e no Oeste: “a região reúne excelentes condições, com uma oferta cultural excelente e grande capacidade de resposta ao nível hoteleiro. Posso garantir que as pessoas serão muito bem recebidas!”.

Temas clínicos fogem ao óbvio

O leque de matérias clínicas que estarão em debate é muito vasto e difícil de resumir em poucas palavras, mas nota-se uma preocupação em escapar a questões tradicionalmente expostas em reuniões científicas, como refere António Foz Romão: “vamos conversar sobre assuntos curiosos. Destacaria, por exemplo, a prescrição de atividade física nos CSP, onde contaremos com a presença da Prof.ª Andreia Jorge Silva (Direção de Serviços de Prevenção da Doença e Promoção da Saúde da DGS) e do Prof. Pedro Teixeira (diretor do Programa Nacional para a Promoção da Atividade Física). Igualmente relevante será a sessão «Diagnóstico e Tratamento de Doenças Reumatológicas Prevalentes em MGF», para a qual contribuirá o Dr. José Canas da Silva, presidente da Assembleia-Geral da Sociedade Portuguesa de Reumatologia, e na qual se dará prioridade a doenças cada vez mais prevalentes na nossa consulta, como a fibromialgia, as periartrites ou a artrite reumatóide. Sublinho, ainda, a mesa «Receitas para o Envelhecimento Saudável», com a participação do Prof. Manuel Teixeira Veríssimo, presidente do Colégio da Competência de Geriatria da Ordem dos Médicos. Aqui serão invocados aspetos associados à alimentação, exercício físico, cultura, estratégias motivacionais”. Outros tópicos de relevo serão as atualizações na diversificação alimentar no primeiro ano de vida (com a participação do pediatra António Cruz e da interna de MGF Ana Luísa Sousa), o emagrecimento súbito e significativo (com intervenções do internista do Centro Hospitalar do Oeste – CHO – Luís Val-Flores e do médico de família Ricardo Vicente) e a gestão do Helicobacter pylori (a cargo do gastroenterologista António Curado – CHO).

Leia Também

Curso on-line sobre nutrição e exercício físico com a chancela do GENEF

Nova pós-graduação na área da literacia em saúde

Maior participação de sempre!

Recentes

Menu