Política de saúde
0

Marta Temido admite que é preciso fazer mais em prol dos «contextos esquecidos»

Colocação de médicos de família

A ministra da Saúde reconheceu hoje que é preciso fazer mais para incrementar o interesse dos futuros médicos de família por contextos menos atrativos, do ponto de vista profissional. “Sabemos que as vagas que agora estão por preencher são em locais e infraestruturas que não são atrativas. Portanto, o que estamos atentar fazer é melhorar os incentivos para que os médicos vão para esses locais por via não só da simples abertura de concurso, mas também de iniciativas complementares, leia-se a modernização de infraestruturas, ou a criação de equipas que ofereçam projetos de trabalho que tornem tais locais apetecíveis”, afirmou Marta Temido aos jornalistas, em reação ao último concurso para a contratação de médicos de família, no qual foram ocupadas apenas 73 vagas das 113 disponíveis.

De recordar que a Ordem dos Médicos criticou ontem fortemente, em comunicado, os resultados deste concurso, garantindo que “é mais uma prova de que a atual política de contratação de recursos humanos não serve nem o país nem o SNS e a prova de que também nada de eficaz está a ser feito para conseguir atrair médicos para zonas carenciadas”.



Leia Também

Tutela garante que vai reforçar telessaúde para contornar limitações no acesso a centros de saúde

Médicos lançam fortes críticas à tutela por promover indiferenciação médica

Cada ACeS deverá ter uma consulta multidisciplinar de atividade física

Recentes

Menu