Política de saúde
0

Marta Temido admite que é preciso fazer mais em prol dos «contextos esquecidos»

Colocação de médicos de família

A ministra da Saúde reconheceu hoje que é preciso fazer mais para incrementar o interesse dos futuros médicos de família por contextos menos atrativos, do ponto de vista profissional. “Sabemos que as vagas que agora estão por preencher são em locais e infraestruturas que não são atrativas. Portanto, o que estamos atentar fazer é melhorar os incentivos para que os médicos vão para esses locais por via não só da simples abertura de concurso, mas também de iniciativas complementares, leia-se a modernização de infraestruturas, ou a criação de equipas que ofereçam projetos de trabalho que tornem tais locais apetecíveis”, afirmou Marta Temido aos jornalistas, em reação ao último concurso para a contratação de médicos de família, no qual foram ocupadas apenas 73 vagas das 113 disponíveis.

De recordar que a Ordem dos Médicos criticou ontem fortemente, em comunicado, os resultados deste concurso, garantindo que “é mais uma prova de que a atual política de contratação de recursos humanos não serve nem o país nem o SNS e a prova de que também nada de eficaz está a ser feito para conseguir atrair médicos para zonas carenciadas”.



Leia Também

Mudança nas Políticas de Saúde

APMGF defende que com ou sem Direção Executiva do SNS é inadiável uma mudança de fundo nas políticas de Saúde

Fernando Araújo escolhido como diretor executivo do SNS

OM quer que TC fiscalize norma do Orçamento de Estado que permite contratação de não especialistas

Recentes

Menu