Gerais
0

Ministra da Saúde prefere olhar para o futuro

40 anos do SNS

Nas comemorações dos 40 anos do Serviço Nacional de Saúde (SNS) levadas a cabo em Coimbra, no dia 17 de setembro, a ministra da saúde afirmou que “apesar da relevância do caminho percorrido e das suas conquistas, a forma mais importante de comemorar o 40º aniversário do SNS será prepará-lo para o futuro. Ao longo dos últimos 40 anos, a sociedade portuguesa modificou-se profundamente e essas modificações colocam novos desafios à organização do SNS”.

Marta Temido elencou entre os principais desafios do SNS “o envelhecimento demográfico, com as alterações epidemiológicas e as multimorbilidades”. A governante recordou que o aumento da pressão sobre o sistema nos últimos anos é notório: “entre 2015 e 2018, o número de inscritos para consulta hospitalar através dos CSP cresceu cerca de 5% e o de inscritos para cirurgia cerca de 7%”.

Pese embora todas as dificuldades e exigências, a ministra da Saúde não deixou de frisar que o SNS não é “só um prestador de cuidados de saúde, ele é sobretudo um instrumento de combate às desigualdades e de reforço da coesão social” e notou que o mesmo “tem bons exemplos de elevados níveis de desempenho e de satisfação. As unidades de saúde familiar são um deles”.

A ministra da Saúde garantiu também, no final da sessão e perante os jornalistas, que o ministério que dirige está decidido a reverter a situação de falta de medicamentos nas farmácias portuguesas: “é uma situação que nos preocupa imensamente e que estamos empenhadíssimos em contrariar”.

Enquanto membro da Comissão de Comemoração dos 40 anos do SNS, o ex-diretor-geral da Saúde Francisco George reviu a história de grandes sucessos do SNS, mas não deixou de caracterizar várias necessidades atuais, como “disciplinar o uso dos antibióticos”, “e trabalhar muito ao nível da gestão. A prestação de contas, a responsabilidade e os valores exigentes da ética têm de fazer parte do nosso dia-a-dia”.

Durante a sessão comemorativa foi ainda apresentado pelo antigo ministro do Trabalho e Segurança Social Bagão Félix e Isabel Soares (filha de Mário Soares) o livro «40 anos do SNS», cuja autora é Maria Elisa Domingues. “Tentei, ao longo de 11 capítulos, dar conta do que penso terem sido as grandes conquistas destes 40 anos do SNS, com uma abordagem que é minha e própria de uma jornalista. O livro é sobre essas realizações, não sobre o que corre menos bem ou o que falta fazer, embora essas realidades não sejam ignoradas e surjam pela voz daqueles que são os protagonistas diários do SNS”, explicou a autora. Esta cerimónia oficial de celebração dos 40 anos do SNS incluiu ainda o lançamento do selo comemorativo da efeméride, com a participação de vários ex-ministros da saúde.

Leia Também

APMGF foi ouvida no parlamento e denunciou iniquidades e falta de investimento nos CSP

“O 19º Congresso Europeu da WONCA decorrerá num país importante para o desenvolvimento da MGF”

Gilead Sciences lança em parceria com a APMGF materiais informativos

Recentes

Menu