GeraisIndústria
0

Campanha “Quando a cabeça não tem juízo” agita Portugal

No Dia Mundial da Diabetes

Celebra-se a dia 14 de novembro o Dia Mundial da Diabetes, uma
patologia que de acordo com algumas estimativas afeta cerca de um
milhão de portugueses. Neste âmbito, é promovida uma campanha
digital, designada “Quando a cabeça não tem juízo”,
desenvolvida pela Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal
(APDP) e com o apoio da Associação Portuguesa de Medicina Geral e
Familiar (APMGF), da Sociedade Portuguesa de Diabetologia (SPD) e do
Instituto Mundipharma. Trata-se de uma iniciativa que visa reforçar
o facto de que um estilo de vida mais saudável pode ter um grande
impacto na prevenção da diabetes, fazendo passar a sua mensagem
através de cartazes, banners, conteúdos nas redes sociais
das entidades que promovem a iniciativa e um vídeo de sensibilização
para a doença.

Inspirada na música
do cantor António Variações “O Corpo é que paga”, a campanha
utiliza imagens do coração e dos rins, dois dos principais órgãos
afetados pela patologia. Estima-se que em Portugal a diabetes afete 1
milhão de cidadãos de todas as idades e sabe-se que 30% das pessoas
que sofrem de AVC ou enfarte do coração têm a doença. Já no caso
das pessoas que fazem diálise, cerca de 40% dos casos devem-se
também à diabetes.

Tal como indica José
Manuel Boavida, presidente da APDP, aquela associação “tem por
missão melhorar a qualidade de vida e bem-estar das pessoas com
diabetes, de maneira a que a doença não constitua uma barreira no
seu dia a dia. Unir forças permite-nos chegar mais próximo dos
portugueses, pois todos juntos podemos e devemos travar a progressão
da diabetes”.

“A diabetes é uma
doença crónica muito frequente no Ocidente. Embora 13% da população
portuguesa sofra desta patologia, há cerca de metade que desconhece
tê-la. Tratando-se de uma questão de saúde pública, cabe-nos a
nós, enquanto médicos, educar os cidadãos para uma mudança do
estilo de vida e comportamento alimentar, de forma prevenir a
diabetes”, comenta Rui Nogueira, presidente da APMGF.

O presidente da SPD,
Rui Duarte, recorda que “as campanhas de sensibilização para a
diabetes nunca são em demasia. Cerca de um em cada três portugueses
adultos tem a patologia ou pode vir a ter. Por isso, devemos estar
associados a iniciativas desta natureza, que divulgam informação
pertinente sobre os fatores de risco, a prevenção e o impacto que
uma doença como a diabetes tem”.

Já Sofia Ferreira,
representante do Instituto Mundipharma, sublinha que aquela entidade,
enquanto parceira da indústria, tem o “dever não apenas de
proporcionar um melhor acesso a medicamentos, mas também de apoiar a
população a ter uma vida melhor. Esta campanha manifesta o nosso
contributo para uma sociedade mais saudável. Queremos alertar para
esta patologia que, diagnosticada precocemente, convenientemente
tratada e controlada, evita complicações que podem ser graves”.





Leia Também

Debate Dia Mundial MF 2022

Condições de trabalho, remuneração e contratação de MF têm de ser revistas

Presidente da APMGF analaisa contexto da MGF em Portugal

Presidente da APMGF analisa contexto atual da MGF no nosso país

Webinar Contratualização Diferido

Aceda ao webinar sobre a contratualização em diferido

Recentes

Menu