Presidente da WONCA Europa pede aos MF que se envolvam na luta à pandemia mas com condições de segurança

O presidente da Região Europeia da WONCA (organização que reúne os colégios e associações de Medicina Geral e Familiar a nível internacional), Mehmet Ungan, recomenda em carta aos médicos de família que limitem os atos médicos face a face e explorem as novas tecnologias de comunicação na sua rotina diária, nesta fase complexa e desafiante dos sistemas de saúde e perante a luta sem quartel contra o SARS-CoV-2, sublinhando também ser fundamental que os profissionais exijam materiais de proteção individual aos seus governos e administrações.

O dirigente instiga ainda os médicos de família europeus a pedirem às autoridades de saúde que incluam especialistas de MGF nos grupos e task forces encarregados de construir uma resposta estruturada à pandemia e apela a que os MF se mostrem disponíveis para colaborar com outras especialidades e disciplinas médicas, no sentido de generalizar verdadeiras equipas de saúde abrangentes e coordenadas.

Leia Também

Medicação na gravidez em destaque no 37º Encontro Nacional!

Consulta de dor em CSP é uma realidade alcançável

«Cidades Compassivas» atraem sociedade civil para a missão dos cuidados paliativos

Recentes

Menu