Política de saúdeSNS
0

Ministra garante que férias de profissionais não estão em causa

Marta Temido afirmou hoje, 15 de junho, na habitual conferência de imprensa destinada à análise do relatório diário sobre a situação epidemiológica da COVID-19, que as férias dos profissionais de saúde não deverão estar em causa, face ao progresso favorável da epidemia em Portugal.

Neste momento, não temos motivos para considerar que as férias possam estar em causa. Pelo contrário, esperamos que o trabalho que temos para realizar até às férias de Verão permita que depois possamos ter um período mais pacífico e recuperar para aquilo que se segue”.

Na mesma conferência de imprensa, realizada no dia em que a região de Lisboa e Vale do Tejo (LVT) deixou de ter restrições ao desconfinamento, Marta Temido sublinhou que o gabinete regional de intervenção criado em LVT não é propriamente uma novidade em território nacional, que já havia sido criada estrutura similar no Norte e que esta tem como objetivo simplesmente facilitar a coordenação e articulação entre equipas e instituições encarregues de controlar a situação epidemiológica na região. A governante informou também que já foi ultrapassada a fasquia de um milhão de testes COVID-19 em Portugal: “este domingo atingimos um milhão de testes efetuados para a COVID-19 entre entidades públicas e privadas, sendo que foi atingida uma percentagem de casos positivos de 6,5%. Portugal encontra-se entre os países com mais testes realizados”.

Leia Também

Publicada portaria que abre caminho a formação específica extraordinária em exercício na MGF

Tudo em debate… até a liderança

Líderes nacionais e europeus da MGF alertam classe política através da Declaração de Lisboa

Recentes

Menu