Cuidados de Saúde PrimáriosSNS
0

Internos de MGF dos Açores envolvem-se na prevenção do suicídio

No âmbito da iniciativa internacional «Setembro Amarelo», a qual visa a consciencialização sobre a prevenção do suicídio, os médicos internos de Medicina Geral e Familiar da Unidade de Saúde da Ilha de São Miguel desenvolveram uma campanha que tem como objetivos sensibilizar a população açoriana para a problemática do suicídio, promover a discussão aberta sobre a depressão (de forma a contrariar o tabu associado às perturbações mentais), educar para o reconhecimento de fatores de risco de suicídio e para a adoção de comportamentos adequados no auxílio a uma pessoa em risco de suicídio e divulgar contactos de apoio à depressão e prevenção do suicídio.

O conteúdo desta campanha foi alvo de uma avaliação conjunta pela Ordem dos Psicólogos Portugueses (Delegação Açores), por psicólogos e médicos especialistas de Medicina Geral e Familiar da Unidade de Saúde da Ilha de São Miguel e do Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores. Entre os materiais produzidos encontra-se um flyer que informa sobre a identificação dos fatores de risco e de como auxiliar alguém em risco de suicídio.

O suicídio é um importante problema de saúde pública, estando entre as 10 principais causas de morte a nível mundial. Os Açores são a região do país onde se encontra a maior taxa global de suicídio, em particular nos grupos etários mais jovens. Recentemente, a International Covid-19 Suicide Prevention Research Collaboration alertou para o possível aumento das taxas de suicídio em contexto de pandemia, bem como para os seus efeitos a longo prazo nos grupos mais vulneráveis.

Leia Também

Marta Temido quer intervenção regular das equipas de saúde familiar em estruturas residenciais para idosos

ARSLVT anuncia 35 locais de atendimentos para COVID-19 nos CSP

WONCA realiza série de webinars imperdíveis a partir de 12 de abril

Recentes

Menu