Cuidados de Saúde PrimáriosSNS
0

Internos de MGF dos Açores envolvem-se na prevenção do suicídio

No âmbito da iniciativa internacional «Setembro Amarelo», a qual visa a consciencialização sobre a prevenção do suicídio, os médicos internos de Medicina Geral e Familiar da Unidade de Saúde da Ilha de São Miguel desenvolveram uma campanha que tem como objetivos sensibilizar a população açoriana para a problemática do suicídio, promover a discussão aberta sobre a depressão (de forma a contrariar o tabu associado às perturbações mentais), educar para o reconhecimento de fatores de risco de suicídio e para a adoção de comportamentos adequados no auxílio a uma pessoa em risco de suicídio e divulgar contactos de apoio à depressão e prevenção do suicídio.

O conteúdo desta campanha foi alvo de uma avaliação conjunta pela Ordem dos Psicólogos Portugueses (Delegação Açores), por psicólogos e médicos especialistas de Medicina Geral e Familiar da Unidade de Saúde da Ilha de São Miguel e do Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores. Entre os materiais produzidos encontra-se um flyer que informa sobre a identificação dos fatores de risco e de como auxiliar alguém em risco de suicídio.

O suicídio é um importante problema de saúde pública, estando entre as 10 principais causas de morte a nível mundial. Os Açores são a região do país onde se encontra a maior taxa global de suicídio, em particular nos grupos etários mais jovens. Recentemente, a International Covid-19 Suicide Prevention Research Collaboration alertou para o possível aumento das taxas de suicídio em contexto de pandemia, bem como para os seus efeitos a longo prazo nos grupos mais vulneráveis.

Leia Também

OM e Conselho de Escolas Médicas Portuguesas pedem alteração urgente da lei que permite uso alternativo de máscaras ou viseiras

Centenas de médicos exigem investimento real no SNS e universalização das USF

Unidades de cuidados primários do SNS realizaram mais de 31 milhões de consultas

Recentes

Menu