Presidente da APMGF critica atraso sistemático no concurso de colocação de recém-especialistas

Em entrevista ao Porto Canal, o presidente da APMGF Rui Nogueira comentou o mais recente adiamento da conclusão de um processo concursal para fixação de médicos de família e revelou-se uma voz crítica da forma como têm sido desenvolvidos os concursos de colocação de recém-especialistas em Medicina Geral e Familiar, os quais tardam todos os anos em efetivar a presença de médicos de família tão necessários no terreno: “estamos um pouco desiludidos, mas este é apenas mais um atraso de uma semana. O nosso problema é com o atraso sistemático que este procedimento tem. Nos últimos anos já era assim, este ano tivemos o percalço na Primavera com a pandemia e atrasou-se o processo dois meses. Depois, houve novo atraso no aviso de lançamento do processo (que acabou por sair no dia 5 de agosto). Já estávamos há um mês à espera desta tramitação administrativa e agora, enfim, contamos com mais uma semana de atraso. São adiamentos muito significativos para nós, porquanto precisamos destes colegas nas unidades de saúde, que estão depauperadas e com mais trabalho, como se sabe”.

Leia Também

Sessão «Fígado em análise» no 20º ENIJMF

O fígado reclama atenção no 20º Encontro Nacional de Internos e Jovens MF

Entrevista Dra. Ana Luísa Pereira

Entrevista realizada na 27ª Conferência Europeia da WONCA pela colega Ana Luísa Pereira

Entrevista da Dra. Catarina Capella

Entrevista realizada na 27ª Conferência Europeia da WONCA pela colega Catarina Capella

Recentes

Menu