Cuidados de Saúde PrimáriosFormaçãoSNS
0

Quase 500 novos internos entram na melhor especialidade do mundo!

O arranque de 2021 marca o ingresso no internato da especialidade de Medicina Geral e Familiar (MGF) de quase 500 novos internos em todo o território nacional. Um pouco por todo o país, os primeiros dias do ano serão dedicados às sessões de apresentação dos internos nos respetivos agrupamentos de centros de saúde (ACeS), mas também pelas receções no internato da especialidade em cada um das coordenações regionais do internato de MGF. Este ano, face às conhecidas limitações impostas pela pandemia de COVID-19, as receções presenciais foram suprimidas e substituídas por sessões on-line, em todas as coordenações de internato. Ainda assim, tudo será feito para que os novos internos que ingressam em 2021 tenham uma introdução ao percurso que os espera suficientemente esclarecedora e motivadora.

Na Região Centro (onde em 2021 entram no 1º ano de internato de MGF 88 médicos, mais seis do que ano transato), cada uma das unidades funcionais (USF/UCSP) recebeu hoje (4 de janeiro) os seus novos internos. Depois, no dia 6 de janeiro, a coordenação do internato da Região Centro vai realizar uma sessão, via plataforma Teams, para todos os internos da região. Cada ACeS na região irá também organizar uma receção local aos internos nele colocados. “Lançámos o desafio a cada unidade que recebe internos de preparar o seu acolhimento e em equipa planearem as estratégias a desenvolver, pela unidade, que possibilitem a aquisição das aptidões e competências definidas para o primeiro ano desse(s) interno(s). Depois de aprovado em reunião médica, esse plano deve ser enviado para o Conselho Clínico e de Saúde do respetivo ACeS para validação e depois devem ser partilhados por todas as unidades”, explica o novo coordenador do internato de MGF da Região Centro, José Augusto Simões.

Já em Lisboa e Vale do Tejo (LVT), os novos internos apresentaram-se hoje (4 de janeiro) nos serviços de recursos humanos dos respetivos ACeS e nas suas direções de internato Médico (presencialmente ou online), estando marcada para amanhã (5 de janeiro) uma reunião online através da plataforma Zoom, onde serão recebidos pelo Conselho de Administração da ARSLVT e pela Coordenação e Direções de Internato Médico de Medicina Geral e Familiar da Região de LVT.

Nos Açores, são dez os internos do 1ºano que iniciam o internato de MGF em 2021, menos três do que ano passado. Serão distribuídos pelas Unidades de Saúde de Ilha de S. Miguel, Pico e Terceira (quatro, dois e quatro, respetivamente). A receção realizou-se hoje (4 de janeiro) e envolveu não só os novos internos, mas também os respetivos orientadores, uma representante da comissão de internos regional e os três diretores de internato (S. Miguel, Terceira e Ilhas do Triângulo). A sessão foi realizada em tele-conferência, integrando uma saudação de boas vindas, as apresentações dos novos internos e dos orientadores, a designação dos orientadores e a apresentação do programa de formação em linhas gerais. Segundo Gabriela Amaral, coordenadora do internato de MGF naquela Região Autónoma, “os próximos meses serão de pandemia e por isso a formação reveste-se de alguma incerteza quanto à qualidade desejável, já que a atividade assistencial quer hospitalar, quer nos CSP, ainda não regressou totalmente ao seu habitual. A colaboração dos internos tem sido valiosa. É uma experiência diferente, quer em termos organizativos, quer ao nível da prestação dos cuidados. Tem havido um equilíbrio entre esta ajuda e o cumprimento dos objetivos formativos. Em 2020 os cursos curriculares foram ministrados por via digital e penso que, em 2021, seguiremos o mesmo modelo de lecionação”.

 

Leia Também

Formação específica em exercício de MGF deve arrancar em junho

Comunidades compassivas podem ser solução para cuidados paliativos mais próximos e abrangentes

ARSLVT recebe 173 novos “bravos” que vão estrear programa de formação

Recentes

Menu