Política de saúdeSNS
0

Fundação para a Saúde apela a esforço conjunto dos portugueses

Atuais e anteriores dirigentes da Fundação para a Saúde – Serviço Nacional de Saúde (FSNS) subscreveram um documento público no qual apelam para a unidade e determinação de todos os portugueses para que seja possível superar a crise pandémica no mais curto espaço de tempo possível.

Neste documento (no qual são oferecidas recomendações para uma atuação mais eficaz por parte de atores políticos, comunidade científica, dispositivos de saúde pública, comunicação social e população em geral) pode ler-se que a resposta à pandemia “passa pela ação concertada de todos. Pelo cumprimento rigoroso de medidas e ações que reduzam abrupta e imediatamente a intensidade da transmissão do vírus na comunidade. É a única forma de baixar o número de doentes graves, travar a perda de vidas, e evitar o colapso do SNS e do sistema de saúde”.

Os subscritores sublinham que, enquanto nação, “podemos e devemos ajudar a preservar o funcionamento do SNS, que é um património de todos. A todos cabe evitar que o aumento descontrolado de pessoas infetadas leve o SNS e o sistema de saúde a um colapso que colocará em perigo de vida milhares de pessoas com Covid-19 e com muitas outras doenças e acidentados, que não poderão ser tratados”. Leia na integra o apelo dos representantes da FSNS.

 

Leia Também

Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças elogia intervenção precoce em Portugal

Miguel Guimarães lamenta que não haja investimento suplementar nos CS e critica vontade do governo em colocar MF nas ERPI

Aberto novo concurso para 140 postos de trabalho em Medicina Geral e Familiar

Recentes

Menu