19º ENIJMF pautou-se por grande adesão e interatividade

O 19º Encontro Nacional de Internos e Jovens Médicos Família (ENIJMF), realizado pela Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar entre 19 e 21 de maio em formato online, revelou-se um evento de enorme atratividade, registando 1100 inscritos, sendo 462 deles internos dos 2º, 3º ou 4º anos do Internato de MGF e Jovens Médicos de Família e 116 médicos internos do 1º ano do Internato de MGF. Durante o período de trabalhos dos três dias raramente a audiência desceu dos 500 acessos simultâneos e as três sessões com maior audiência foram as mesas redondas «Medicina Geral e Familiar: orgulho e preconceito», «Ser recém-especialista em tempo COVID» e «O mistério das 8 horas do interno – da lei à realidade», por esta ordem. Já a sessão com mais votações foi a subordinada ao tema «Saúde Sexual vs Saúde Mental: o papel do Médico de Família», seguida da sessão «Os desafios da liderança enquanto Jovens Médicos de Família». Por outro lado, as sessões que recolheram mais questões da audiência foram «Burnout – como identificar, gerir e não ignorar» e «Amamentação: mitos e problemas mais comuns», ambas com 16 perguntas.

Este ENIJMF foi também uma iniciativa altamente interativa, facto comprovado pela 1526 mensagens trocadas, 5833 visitas aos trabalhos (comunicações orais e e-posters) apresentados e 306 avaliações realizadas aos mesmos. No que se refere à área de exposição, de ressalvar que foram concretizadas 2189 visitas a áreas de expositores, com um tempo médio de aproximadamente dois minutos.

 

Leia Também

GESI assinala Dia do Idoso

USF du Bocage é prova de que reforma pode prosseguir em tempos de pandemia

Sessão 37º ENMGF – Médicos de família são essenciais na redução do impacto da IC

Recentes

Menu