Feira e Open Session APMGF vão trazer transparência e espírito colaborativo ao 38º EN!

O 38º Encontro Nacional de MGF, a realizar entre 29 de setembro e 2 de outubro, será um evento que recuperará muita da herança da Associação – sobretudo com o regresso ao contacto direto entre colegas e à partilha in loco de experiências e ciência – mas que em simultâneo procurará olhar em frente, inovando através de espaços inéditos e de comunhão como a Feira APMGF e a Open Session APMGF.

“Pretendemos que a Feira APMGF seja um momento muito interativo, com a presença de representantes das diferentes Delegações Regionais e Grupos de Estudos (GE) da APMGF, no qual os participantes possam perceber em primeira mão quais as atividades e projetos desenvolvidos pelas Delegações e GE. Será uma oportunidade para os colegas questionarem sobre projetos, perceberem como podem integrar e motivarem-se para serem mais participativos nas estruturas da APMGF. É uma sessão que resulta da vontade da Direção Nacional de aproximar ainda mais a APMGF dos seus associados, criando momentos de interação e de promoção daquilo que temos a oferecer aos sócios”, explica Nina Monteiro, Secretária da Direção Nacional da APMGF e membro da Comissão Organizadora do evento.

Já no que respeita à Open Session APMGF, Nina Monteiro assegura que se tratará de uma oportunidade para “mostrar aos colegas quem está por detrás dos Órgãos Sociais da APMGF, no fundo dar uma cara a um nome e aproximar estes órgãos dos associados, estabelecendo um diálogo que se pretende continuo ao longo do nosso mandato. Será, também, um momento de reflexão sobre tudo o que a APMGF alcançou no passado e como queremos posicionar a APMGF no futuro”.

Na ótica desta dirigente associativa, “ambas as sessões são uma aposta forte na inovação de formatos” dentro das iniciativas da APMGF.

 

Leia Também

Nuno Jacinto – “Existe uma multiplicidade de carências essenciais na MGF que não desapareceu com a pandemia”

Dia Mundial do Médico de Família a 19 de maio… sejam felizes!

Miguel Guimarães lamenta que não haja investimento suplementar nos CS e critica vontade do governo em colocar MF nas ERPI

Recentes

Menu