Finda a pandemia é essencial não deixar ninguém para trás

Num evento com mais de 1100 inscritos e que marcou o regresso da Medicina Geral e Familiar (MGF) portuguesa ao contacto direto, para muitos participantes, o médico e músico Pedro Figueiredo deixou notas soltas (de reflexão e de som) sobre a sua experiência durante o último ano e meio de pandemia. Assim, o conferencista de Encerramento do 38º Encontro Nacional quis deixar sobretudo bem vincado que os meses vividos pelos profissionais de saúde dos CSP durante a pandemia foram muito duros, desafiantes e que estas pessoas necessitam agora de ter condições para acolher a esperança: “qual fénix renascida, queremos e precisamos de encarar o futuro com algum otimismo”. Pedro Figueiredo acrescentou que para fazer esse caminho conducente a uma MGF recuperada, é fundamental que as lideranças comecem por reconhecer o valor dos seus colaboradores: “é justo e prioritário que tenhamos a devida recompensa por este esforço. E é preciso que se fomentem condições para fixar os profissionais, aquilo que é a mais valia do SNS, que sintamos motivação para trabalhar e que sintamos que o trabalho bem feito é valorizado. Tem de se discriminar positivamente quem trabalha bem e apresenta resultados. Por outro lado, não podem existir quotas para trabalhar bem e com brio… se for professor, não posso dizer à minha turma no início do ano letivo que apenas vou dar cinco notas dezoito, que combinem quem necessita desses valores. Isto não pode existir!”. O músico dos Quatro e Meia garantiu que apesar da fantástica dedicação dos MF durante a pandemia, não existem heróis na vida real e as transformações a que foram forçados, bem como a carga de trabalho aumentada, deixaram marcas profundas, frisando o seu caso pessoal, o de um médico que apresentou sinais evidentes de ansiedade e de doença. A melhor maneira de combater este desgaste e recuperar? Para Pedro Figueiredo será sempre a união dos profissionais: “que não tenhamos a ousadia de deixar alguém para trás, cuidemos uns dos outros e tenhamos cada vez mais presente esta noção de que o maior tesouro do SNS são os profissionais e que nenhum deles pode ficar só”.

No fecho do evento o presidente honorário da APMGF, Mário Moura, reforçou que a MGF é e será aquilo que os seus constituintes queiram: “fomos nós que construímos aquilo que tivemos no passado”. Da mesma forma, a evolução da especialidade e dos CSP, nos próximos anos, dependerá sempre da atuação e da energia dos médicos de família e o decano da MGF em Portugal deixou portanto um repto aos colegas: “queria fazer um apelo veemente. Vós, médicos de família, têm de mostrar que estão presentes (…) Os médicos de família têm de se unir à volta das suas organizações e, unidos, passarem de espetadores a atores da reconstrução dos CSP que desejam, capazes de resolverem 80% ou mais das queixas dos doentes”.

Para além da união, será ainda crucial para os especialistas de MGF no futuro que se avizinha lutarem por outro valor, recordado em Braga pelo presidente da APMGF, Nuno Jacinto: “lembrem-se que é muito importante ser-se MF, mas que tal como evocava o nosso lema no Dia Mundial do MF, é também muito importante ser feliz. Todos nós, para além de sermos médicos, somos filhos, pais, irmãos, sobrinhos, tios e estas são funções importantíssimas na nossa vida. Por isso, não ignorem as placas no trajeto e se tiverem dúvidas perguntem a direção. Façam-no na porta ao lado, se lá estiver alguém, ou batam à porta da Associação, porque mesmo que não tenhamos uma resposta para vos dar, estaremos disponíveis para ajudar nas dificuldades do caminho”.

No fecho do 38º Encontro Nacional, como é tradição, foram também entregues os prémios aos melhores trabalhos apresentados, cuja lista de autores divulgamos aqui.

Comunicações Orais

 

Investigação

Prémio

TELECONSULTA, UMA FERRAMENTA PARA O FUTURO? – A PERSPECTIVA DOS MÉDICOS DE FAMÍLIA PORTUGUESES

Andreia Sofia Cunha Castro1, Cristina Ramos Silva2, Elodie Santos3, Nelson Campos4, José Pedro Águeda5, Rosana Dantas6, Susana Laranjeira3

1USF do Mar – ACES Grande Porto IV, 2USF das Ondas, ACeS Grande Porto IV, 3USF Casa dos Pescadores, ACeS Grande Porto IV, 4USF + Carandá, ACeS Cávado I, 5UCSP Mira, ACeS Baixo Mondego, 6USF Ruães, ACeS Cávado I

Menção Honrosa

BURNOUT NOS MÉDICOS DOS CUIDADOS DE SAÚDE PRIMÁRIOS DURANTE A PANDEMIA COVID-19: ESTUDO TRANSVERSAL EM PORTUGAL

Maria Espírito Santo Cunha1, Sofia Baptista2, Andreia Teixeira3, Luísa Castro4, Carla Serrão5, Andreia Rodrigues6, Ivone Duarte7

1USF Arte Nova, 2MEDCIDS-Faculdade de Medicina do Porto; CINTESIS – Universidade do Porto; UCSP Foz do Douro, 3MEDCIDS-Faculdade de Medicina do Porto; CINTESIS – Universidade do Porto; Instituto Politécnico de Viana do Castelo, 4MEDCIDS-Faculdade de Medicina do Porto; CINTESIS – Universidade do Porto; Escola Superior de Saúde – Instituto Politécnico do Porto, 5Escola Superior de Educação – Instituto Politécnico do Porto; Centro de Investigação e Inovação em Educação, 6UCSP Darque, 7MEDCIDS-Faculdade de Medicina do Porto; CINTESIS – Universidade do Porto

Menção Honrosa

EFEITO DE UM BREVE ACONSELHAMENTO NA ACEITAÇÃO DA VACINA ANTIGRIPAL: ESTUDO RANDOMIZADO PRÉ-PÓS INTERVENÇÃO

Frederico Miguel Bento do Rosário1, Liliana Filipa Lima Martins1

1USF Tondela, ACES Dão Lafões

Qualidade

Prémio

AVALIAÇÃO CONTÍNUA DA QUALIDADE DA PRESCRIÇÃO DE PRODUTOS DE AUTOCONTROLO DA GLICÉMIA EM DIABÉTICOS TIPO 2

Mariana dos Santos Salgado Bernardo1, Joana Rita Matos1, Raul Garcia1, Rui Guilherme Costa2, Mariana Gomes Loureiro1

1USF Fernando Namora, 2USF Manuel Cunha

Relato de Caso

Prémio

DISCINESIA TARDIA ASSOCIADA A CLEBOPRIDA EM IDOSO POLIMEDICADO – RELATO DE CASO

André Gonçalo Gomes Roque1, Inês Rua1, Leonor Amaral1, Pedro Ruivo1, Teresa Amaral1

1USF Santa Joana

Menção Honrosa

“QUANDO FEBRE NÃO É COVID-19” – UM CASO DE PIELONEFRITE AGUDA COMPLICADA

José Miguel Ribeiro Oliveira1, Marta Fazendeiro1, Sérgio Serra1

1ULS Castelo Branco

Relato de Prática

Prémio

INFEÇÕES DE TRANSMISSÃO SEXUAL EM POPULAÇÕES VULNERÁVEIS – EXPERIÊNCIA EM DOIS CENTROS DE BASE COMUNITÁRIA

João Pedro Moreira de Sousa1, Francisco Ferreira e Silva2, Luís Miguel Duque3, Teresa Baptista4, Luís Mendão5

1UCSP Sete Rios, ACES Lisboa Norte, 2USF Amora Saudável, ACES Almada/Seixal, 3Médico assistente graduado, Serviço de Doenças Infeciosas, Hospital Garcia de Orta; GAT (Grupo de Ativistas em Tratamentos) – CheckPointLx, 4Médica assistente, Serviço de Doenças Infeciosas, Hospital Egas Moniz; GAT (Grupo de Ativistas em Tratamentos) – Espaço Intendente, 5GAT (Grupo de Ativistas em Tratamentos

Revisão de Tema

Prémio

O TABACO DÁ COMICHÃO? O PAPEL DO TABAGISMO NO DESENVOLVIMENTO DE ECZEMA ATÓPICO EM IDADE PEDIÁTRICA – REVISÃO BASEADA NA EVIDÊNCIA

Maria Beatriz Cordeiro Morgado1, Helena Manso2, Rita Ramos de Carvalho3, Inês Pirra4

1USF Cova da Piedade, 2UCSP Lapa, 3USF Planalto, 4USF São João da Talha

Menção Honrosa

MAGNÉSIO: UM ALIADO NA ENXAQUECA? – REVISÃO BASEADA NA EVIDÊNCIA

Florinda Ribeiro1, João Pedro Amorim2, Mariana Figueiredo3

1USF Costa do Estoril, 2USF Emergir, 3USF Amora Saudável

Posters

 

Investigação

Prémio

O SEGUIMENTO TELEFÓNICO DAS PESSOAS COM DIABETES: O IMPACTO DA PANDEMIA SARS-COV-2

Francisco Diogo de Oliveira Simões1, Inês Rosendo de Carvalho e Silva Caetano2, José Augusto Rodrigues Simões3, Susana Pires da Silva4, Carla Louro5

1Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra, 2Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra; Unidade de Saúde Familiar Coimbra Centro, 3Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra: Universidade da Beira Interior, 4USF D. Francisco de Almeida, ACES Médio Tejo, ARSLVT , 5URAP, ACeS Médio Tejo

Qualidade

Prémio

GESTÃO DA DISLIPIDEMIA E RISCO CARDIOVASCULAR EM DIABÉTICOS- ESTUDO DE MELHORIA CONTÍNUA DA QUALIDADE

Ana Rita Alves Aires1, Cátia Almeida Oliveira2, Helena Silva Martins2

1USF Alfa, 2USF Alpha, ACeS Baixo Vouga

Relato de Caso

Prémio

VITREORRETINOPATIA EXSUDATIVA FAMILIAR: A PROPÓSITO DE UM CASO CLÍNICO

Filipa Alexandra Goulart Valentim1, Helena Martinha Marinho2, Maycoll Ferreira Vieira3, Nídia de Fátima Neves Faria2

1Unidade de Saúda da Ilha do Faial, 2Unidade de Saúde da Ilha do Faial, 3Unidade de Saúde da Ilha do Pico

Menção Honrosa

NA PISTA DE UM GÂNGLIO INGUINAL

Ana Inês L. de Almeida1, Tatiana Peralta1

1USF Serra da Lousã

Relato de Prática

Prémio

COMUNICAÇÃO DIGITAL EM SAÚDE SEXUAL – RELATO DE PRÁTICA

Beatriz Frias Augusto Lopes1, Miguel Pereira1

1USF Mondego

Revisão de Tema

Prémio

A PRÁTICA DE EXERCÍCIO FÍSICO DURANTE A GRAVIDEZ E O IMPACTO NA DEPRESSÃO PÓS-PARTO

Ana Sofia Vieira Cerqueira Dias Martins1, Ana Filipa Moreira2, Liliana Santa Cruz1, Sara Cantarinho1

1USF Coimbra Sul, 2USF Gualtar

Leia Também

Delegação Distrital de Coimbra da APMGF promove workshop

Evento com alteração de datas e presença confirmada do Presidente da República

GESI organizou webinar sobre vacinação COVID-19

Recentes

Menu