Entrevista com representante da APAV sobre ativismo contra a violência de género

De acordo com a UNESCO, a violência contra mulheres e meninas é uma das violações de direitos humanos mais transversais, mais persistentes e mais avassaladoras no mundo atualmente e corresponde a uma ameaça para milhões de meninas e mulheres. Afeta mulheres independentemente da idade, contexto sociocultural ou educação. Esta violência ocorre de diversas formas, como física, sexual ou psicológica, bem como abuso ou exploração económicas.

O período de 16 dias entre 25 de novembro – Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra Mulheres – e 10 de dezembro – Dia dos Direitos Humanos – é conhecido como os 16 dias de Ativismo contra a Violência de Género, tempo de agir para pôr fim à violência contra mulheres e meninas em todo o mundo. Neste sentido, o Grupo de Estudos de Saúde da Mulher (GESMulher) da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF) realizou uma entrevista sobre a Eliminação da Violência contra Mulheres com a Dra. Elisa Brites, Gestora do Gabinete de Apoio à Vítima da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) em Vila Real.

 

Leia Também

Mérito científico reconhecido no 20º ENIJMF

UEMO censura governo português e a sua tentativa de substituir MF por indiferenciados

20º ENIJMF encarou de frente os grandes desafios que se colocam aos jovens médicos

Recentes

Menu