Novas dependências exigem novas respostas

O GEsCAd teve oportunidade de organizar a sessão “Novas dependências” no 39º Encontro Nacional de Medicina Geral e Familiar, a qual decorreu no dia 1 de abril 16h30. As «Novas Dependências» são um tema para o qual os médicos de Medicina Geral e Familiar têm manifestado bastante interesse, tendo sido um dos temas mais votados por parte dos sócios da APMGF para fazer parte das mesas do 39º ENMGF. A mesa contou com a moderação da Professora Doutora Cristina Ribeiro, Coordenadora do Grupo, Dra Mónica Ruivo Rosa e Dr Telmo Guerreiro, membros da Comissão Coordenadora do GEsCAd; Doutor António Pereira, vice-presidente da APMGF. Os preletores escolhidos constituem figuras de renome na área da Saúde Mental e Comportamentos Aditivos, assim como dos Cuidados de Saúde Primários: Dr. João Marques (Médico Psiquiatra; Presidente da Sociedade Portuguesa de Alcoologia), Dr. Carlos Vasconcelos (Médico Psiquiatra; Direção da Sociedade Portuguesa Psiquiatria e Saúde Mental), Dr. Cose Miragaia (Médico de Família; Aditologia Clínica – Competência pela Ordem dos Médicos; ACeS Cascais, ARS LVT) e Dra. Graça Vilar (Médica Psiquiatra; Mestre em Medicina Legal e Ciências Forenses; Diretora da Direção de Serviços de Planeamento e Intervenção, do Serviço de Intervenção em Comportamentos Aditivos e nas Dependências).

Esta mesa abordou vários comportamentos aditivos sem substância, tal como o uso de tecnologias/uso problemático da Internet (UPI); Internet game disorder (gaming), jogo patológico (gambling), entre outros. Foi possível traçar a intervenção a ser realizada pelos médicos de família, desde a abordagem inicial, instrumentos de rastreio, intervenção breve e rede de referenciação/articulação. Abordadas também algumas das estratégias para evitar estes comportamentos, a promoção de fatores de proteção, assim como a diminuição dos fatores de risco associados.

 

Leia Também

Mudança nas Políticas de Saúde

APMGF defende que com ou sem Direção Executiva do SNS é inadiável uma mudança de fundo nas políticas de Saúde

Fernando Araújo escolhido como diretor executivo do SNS

Cristina Galvão – “Este doutoramento surge como um desafio que coloquei a mim mesma”

Recentes

Menu