UEMO e UEMS fecham acordo que garante acreditação internacional de eventos científicos na área de MGF feita por MF

Foi assinado em Bruxelas no início de março, no âmbito da Conferência do Conselho Europeu de Acreditação para a Educação Médica Contínua (EACCME) – instituição pertencente à Union Européenne des Médecins Spécialistes (UEMS) – um acordo de cooperação entre a UEMO (União Europeia de Médicos de Família) e a UEMS-EACCME, que visa assegurar que as candidaturas a acreditação de eventos científicos da área de Medicina Geral e Familiar (MGF) terão finalmente médicos de família (MF) como revisores.

A nível europeu, a acreditação de eventos científicos na área da Medicina é atualmente assegurada de forma sistemática e isenta pela EACCME, entidade que até à assinatura deste acordo não tinha a possibilidade de atribuir como revisores de eventos de Medicina Geral e Familiar os próprios MF. Acresce que a acreditação dada pela EACCME é reconhecida em outras geografias para além da Europa, fruto de um mecanismo de reconhecimento mútuo de créditos existente entre a UEMS-EACCME, a American Medical Association (AMA) e o Royal College of Physicians and Surgeons of Canada (RCPSC).

Graças ao acordo firmado, a UEMO assegura a partir de agora a existência de revisores que conhecem bem as especificidades da MGF, promovendo a acreditação de eventos de educação médica por MF, para MF, na Europa, América do Norte e América Latina (dado que os países da CONFEMEL – Confederación Médica Latinoiberoamericana y del Caribe – podem submeter os seus eventos científicos a avaliação para acreditação pelo EACCME, incluindo na área da Medicina Geral e Familiar).

Catarina Matias, Secretária-Geral da UEMO, recorda que “até agora a EACCME atribuía como revisores de pedidos de acreditação formativa no domínio da MGF médicos não especialistas em MGF. Assim, estamos muito felizes por após largos anos de negociação conseguirmos assinar este acordo, benéfico para a UEMO, para a UEMS-EACCME e para toda a comunidade clínica e científica da nossa especialidade, já que o mesmo permite que os eventos organizados pela MGF sejam avaliados por MF”.

Na perspetiva da dirigente da UEMO, o novo enquadramento que resulta deste acordo vem também responder às grandes mudanças ocorridas na formação médica ao longo dos últimos anos e às crescentes exigências impostas a este nível: “há dez anos atrás, a esmagadora maioria dos eventos acreditados eram presenciais. Com a pandemia assistimos a uma pressão global no sentido de ajustar a acreditação a iniciativas mistas e on-line, a formatos da mais diversa ordem, como o streaming, o e-learning ou o b-learning. Com esta parceria os médicos de família podem contribuir para a definição de elevados padrões de formação médica, bem como para a monitorização e a melhoria contínua do próprio processo de acreditação de eventos científicos, abrangendo todos os modelos de formação em causa”.

E como avançará daqui em diante a parceria sinérgica entre UEMO e UEMS-EACCME? Catarina Matias explica que a UEMO “vai começar esta atividade com um grupo de quatro revisores. Se necessário for, a equipa será alargada no futuro, até porque a expectativa da própria UEMS-EACCME é que, uma vez divulgada esta colaboração com a UEMO, muitas entidades ligadas à MGF se mobilizem para apresentarem candidaturas à acreditação”.

É importante recordar que a atual presidência da UEMO, que deu a devida continuidade aos esforços de anteriores lideranças da organização com vista à celebração do presente acordo, integra três médicos de família portugueses: Tiago Villanueva (Presidente), Catarina Matias (Secretária-Geral) e Pedro Fonte (Tesoureiro).

 

Leia Também

Dia Mundial do MF em 2024 será festejado (e ilustrado) com as melhores fotografias e vídeos enviados pelos colegas

Garanta uma inscrição a preço reduzido para a 98ª Reunião da EGPRN

Comunicado APMGF

Comunicado – APMGF repudia reportagem da TVI que sugere falta de conhecimento dos médicos de família na área da Saúde Mental

Recentes